Home
MATÉRIA ESPECIAL - Saneamento
MEIO AMBIENTE
Notícias / Comportamento
Notícias / Extra
Promoção Caneca "É Com Você"
SEGURANÇA DO TRABALHO
Saúde Ocupacional - Exposição ao Sol
URBANIDADE
EDITORIAL
NOTÍCIAS E INFORMAÇÕES
Comentário em Destaque
LEGISLAÇÃO
PERFIL
GALERIA DE FOTOS
CARTILHAS
Promoções
MATÉRIA ESPECIAL
Arquivos
Artigos Anteriores
Documentos de Orientação Básica (DOB)
Editoriais anteriores
Mensagens
Vídeos Motivacionais
Painel de Comentários
Fale Conosco
 
Arquivos
Engº Ricardo Ribeiro

Acidentes nas Estradas

30/01/12
Acidentes de trânsito: Uma questão (puramente) comportamental.

Acidentes de trânsito: Uma questão (puramente) comportamental.
 
É cada vez mais freqüente ouvirmos notícias de acidentes de trânsito, muitas vezes trágicos. Acidentes onde vidas são ceifadas de uma forma, teóricamente, inexplicável.
 

Isso mesmo, inexplicável do ponto de vista da lógica e da razão, pois, estamos buscando uma explicação que seja aceitável para elucidar as mais diferentes formas do comportamento humano, especialmente quando esse ser humano está ao volante, dirigindo um veículo automotor, não importando o porte desse veículo.
 

Podemos constatar nas ruas e estradas o óbvio, ou seja, que a maioria desses acidentes são ocasionados por falhas humanas e, dentre elas, a IMPRUDÊNCIA (consumo de álcool ou droga; excesso de velocidade; desrespeito à sinalização; ultrapassagem indevida, etc.).
 

O gráfico abaixo representa a quantidade de mortos em acidentes de 2006 a 2010 nas estradas brasileiras.
 

 
Observamos, que trata-se de uma situação extremamente preocupante. Sinaliza a necessidade de uma atuação (urgente) das autoridades, ampliando as campanhas educativa aumentando e aprimorando a fiscalização nas estradas.
 

Porém, não podemos esperar das autoridades alguma ação para reduzir esse número. A responsabilidade é do condutor (motorista).
 

O Estudo “Morte no trânsito: Tragédia Rodoviária” realizado pelo SOS Estradas, revela que a melhoria das condições das rodovias não significa que teremos uma redução dos acidentes, pois 90% são provocados por falha humana. Na avaliação do Coordenador do SOS Estradas, Rodolfo Alberto Rizzotto, é preciso aplicar rigorosamente a lei. "Não temos uma indústria de multas, mas uma fábrica de motoristas infratores, cuja produção está aumentando, estimulada pela impunidade. Milhares de pessoas morrem sem nenhuma justificativa. Não podemos esperar que os infratores contumazes sejam conscientizados, pois estamos vivendo uma epidemia".
 
Um outro estudo “Em busca de mais segurança e menos Mortes em Rodovias da Ámérica Latina: O Caso Brasileiro”, divulgado pela Fundação Dom Cabral (FDC) também conclui que, boas condições de pista resultam em excesso de confiança e velocidade dos motoristas, bem como aponta como causa principal dos acidentes, o comportamento humano (excesso de velocidade, confiança, imprudência, manobras perigosoas, imperícia).
 
Adicionalmente, este estudo aponta uma concentração dos acidentes nos finais de semana, veja o gráfico abaixo:
 

 
Essa última informação reforça uma teoria (baseada em observação) que podemos verificar quando chegam os feriados, época de férias ou festivas, bem como os próprios finais de semana, ou seja, quando essas datas se aproximam, as pessoas entram em êxtase, aparentemente imbuídas de uma sensação de que “é o momento de aproveitarmos”, “vamos curtir ao máximo”, então, um “frenesi geral” toma conta da cidade, incluindo os motoristas infratores e imprudentes.
 

Portanto, faça sua parte para reduzir os acidentes de trânsito.
 

Seja prudente!
 

Agora, É Com Você!
 
Engº. Ricardo Ribeiro
Canal Direto
Nome
E-mail
Cidade
Estado
Digite o código acima: